segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

14. Vinhos de Bagé


"Nada como um olhar internacional

para ver o bonito que Bagé tem para mostrar"
Gilmar de Quadros - Bagé

1) "Em Bagé vimos - a noite mais bonita do mundo".

2) "Jamais esqueceremos - o céu estrelado de Bagé"

Berlim: palavras de alemães para Giovanni Ferraz.


Parabéns "Bagé"
por surgirem pessoas tão
empreendedoras e evoluídas
nesta década -
(2010)

Manoel Ianzer



VINHAS E VINHOS


História:
Consumir uvas cultivadas nos pomares das antigas estâncias do século XVIII, no então continente de São Pedro, era um hábito que já fazia parte dos costumes alimentares da época e sinalizava os primórdios da produção vinícola da região da Campanha Gaúcha. Uma das evidências é o estabelecimento na época do império em 1888, em Bagé, da CANTINA MARIMON, uma das primeiras produtoras de vinhos do Rio Grande do Sul.

Em 1897 - O Visconde de Magalhães possuia na Charqueada Santa Theresa em Bagé, um parreiral que garantia a produção de 50 pipas de vinho por ano.

A Campanha Gaúcha faz fronteira com o Uruguai, bem próximo do início da faixa tradicionalmente considerada ideal para a vitivinicultura, entre os paralelos 30º e 50º . As condições são melhores que as da Serra Gaúcha e tem-se avançado na produção de uvas européias e vinhos de qualidade. Com o bom clima local, o investimento em tecnologia e a vontade das empresas, a região hoje já produz vinhos de grande qualidade que vêm surpreendendo a vinicultura brasileira.
A região da Campanha Gaúcha tem como principais produtores os municípios de Bagé, Dom Pedrito, Santana de Livramento, Candiota, Pinheiro Machado e Encruzilhada do Sul, com uma área total de l,7 mil hectares e a produção de uva é de 11 mil toneladas. A Produção de vinhos chega a 6,3 milhões de litros correspondendo por 13% da produção total do Estado gaúcho. Vinícolas: Almadén (Livramento), Miolo (Candiota), Salton (Bagé), Peruzzo (Bagé).

Industrialização do vinho em Bagé

A VINÍCOLA PERUZZO é a primeira do município a conjugar vinhedo e cantina. Localizada no forte de Santa Tecla, a Vinícola Peruzzo foi inspirada nos famosos Châteaux de Bordeaux, da França, considerada a mais célebre região de vinhos do mundo. A propriedade da família Peruzzo e Giordani tem uma área de 16 hectares e a capacidade de 100 mil garrafas.
25.11.2008 - Chegou aos supermercados e restaurantes de Bagé, os vinhos Peruzzo. Posteriormente vai levar o nome de Bagé a restaurantes e casas especializadas da região sul do estado e principais capitais do país,
os recém-lançados vinhos:
Cabernet
Sauvignon
Chardonnay
Espumantes:
Brut
Extra brut
Demi Sec Peruzzo
.-.-.-.-.

Notícias


-O espumante Peruzzo Brut foi agraciado com a Medalha de Ouro do VI Concurso do Espumante Brasileiro, realizado pela Associação Brasileira de Enologia. (agosto de 2009).

- Medalha de Ouro para o vinho Peruzzo Cabernet Sauvignon/Merlot 2008 no 7º Concurso de Vinhos Finos & Destilados, Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil. As 186 amostras foram avaliados no Rio do Rastro Eco Resort em São Paulo. (Nov. 2010)


.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

INDÚSTRIA SALTONFundada em 1910, a Salton é a maior vinícola da Serra Gaúcha. Recebe anualmente centenas de turistas de todos os estados brasileiros e de outros países. O acompanhamento das técnicas de produção em Bento Gonçalves é um encantamento à parte. Lá é possível conhecer o processo e compreender porque a empresa zela tanto por todas as etapas: do cultivo da uva - incluindo os parreirais de Bagé - até o engarrafamento e a comercialização e o controle de qualidade na chegada à unidade, o amplo prédio impressiona o turista, com o maior relógio solar do mundo em mosaico. O jardim simétrico e a bela vista para os vinhedos experimentais.

OS ESPUMANTES E OS VINHOS QUE LIGAM BAGÉ A BENTO GONÇALVES

Apenas 5% da produção de uvas da Salton é própria. Os outros 95% são de cerca de 500 produtores, inclusive os de Bagé.

1- Salton Classic - Vinho branco seco - reserva especial 2008. Ideal para acompanhar frango grelhado, saladas e arroz colorido;

2- Salton Séries - Malbec - Tinto seco safra 2006 - produzido com uvas de Bagé. Pode acompanhar salmão com alcaparras;

3- Salton Volpi - Merlot - Tinto seco. Ideal com carnes, churrasco e chocolate meio amargo;

4- Salton Lunae - Demi-sec - Vinho aromático sutil rose frisante. Ideal para aperitivos;

5- Salton Poético - Espumante rose seco, leve e agradável (Pinot Noir). Acompanha a refeição inteira;

6- Salton Moscatel - Espumante branco. Harmoniza com sobremessa, brinde de encerramento.
22.12.08

.-.-.-.-.-.-.

Sou feliz por ser bageense
e sempre serei!
É uma raíz que carrego no peito
que espalho por onde ando.
Cláudio Teran


http://www.fenavinhobrasil.com.br/
http://www.paginarural.com.br/
http://www.sitedovinhobrasileiro.com.br/
http://www.jornalminuano.com.br/

5 comentários:

alaide disse...

Como sempre estás bem atualizado com as novidades de Bagé.Realmente Bagé está se destacando .Fiquei orgulhosa do Rogério,pena que não o vi.Bjos Lalá

BLOG DO MIRO disse...

Realmente Bagé é uma cidade deslumbrante e maravilhosa. Quantas saudades dos bons tempos de guri.

Miguel Almeida disse...

No que toca à Adega Marimon, edificada com paredes de pedra, untadas com barro e telhado de santa-fé, no ano de 1888, existe uma imprecisão quanto à sua localização. Quiça nessa altura a localidade de Seival no final do século XIX pertencesse ao município de Bagé, mas nos tempos actuais pertence ao município muito próximo de Candiota. Para fornecer mais dados históricos, os primeiros plantios de uvas aconteceram por volta de 1886 e em 1920, a empresa João Marimon & Filhos tinha quase 28 hectares de vinhedo em produção, considerado, na época, o maior vinhedo particular do Brasil.

sejam -bem vindos disse...

Bá que saudade dos tempos de guria.Passou rapido mas bagé cada vez melhor né
´bjsss ate mais gauchada

sejam -bem vindos disse...

Bá que saudades do tempo de guria.muitas lembranças,mas a vida passa né
bjjjssssss gauchada ate mais